«Qual é o objectivo de correr? Nenhum, apenas quero continuar a correr. Não tenho outra finalidade além da de continuar a correr enquanto puder. Corro para viver. Não posso viver de outra maneira.»
Sexta-feira, 06 DE Fevereiro 2009

"António Sousa viu finalmente ser-lhe dada a vitória na Maratona de Badajoz, depois de no passado domingo ter sido surpreendido com um protesto do segundo classificado, o também português João Serralheiro, que alegou que António Sousa não poderia participar naquela prova, por já ter sido atleta profissional."

in atletas.net

 

O António tinha razão, assim como o João tinha todo o direito de reclamar.

António Sousa terminou a prova em 2h27m24s, logo seguido de João Serralheiro em 2h30m13s e do espanhol Pedro Hernandez 2h32m19s, com um tempo de PB um pouco mais atrás acabou o grande atleta Luís Mota com 2h57m53s.

Parabéns Mota.

Ricardo às 16:27
Obrigado Amigo pelas palavras que me enchem de alegria, não pelo resultado mas pelo seu significado.
Tudo de bom para ti e para os teus,
Luís Mota
luis mota a 6 de Fevereiro de 2009 às 17:50
Ricardo
parabéns pelo post. Boas corridas.
Abraço,
António
António a 6 de Fevereiro de 2009 às 18:03
É verdade que o João Serralheiro tem toda a legitimidade para formular as reclamações que entender. No entanto, este é um daqueles casos em que podemos, com propriedade, utilizar a celebre expressão: "Não havia necessidade...".
Não conheço o António Sousa nem o João Serralheiro, por isso avalio a questão apenas como observador interessado no atletismo. Nesse sentido, fico com pena que esta situação, que envolveu dois atletas portugueses, que pelos vistos até se conhecem, se tenha gerado fora das nossas fronteiras. Para além de tudo, não deu uma imagem positiva dos atletas portugueses, pois fica sempre a sensação de um clima de inveja que não abona a favor de ninguém.

Quanto ao Luis Mota, são totalmente justas as palavras de apreço pelo seu desempenho.

abraço
MPaiva
Miguel Paiva a 6 de Fevereiro de 2009 às 19:19
Ainda bem que se fez justiça, pois a atitude de Serralheiro, por mais legítima que fosse, mancha, como disse o Paiva, o Atletismo português, ainda por cima, fora de portas. O Serralheiro sabia que tinha ficado em 2º, porque raio havia de invocar um regulamento que também o conedava, pois também ele é internacional português (na montanha). Além disso criou uma onda de antipatia que, não queria dizer tanto, mas quase exige desculpas públicas ao António Sousa.
Quanto ao Luis Mota, de facto, "correndo na descontra" acabou por bater o seu record. É que a maratona não vai lá com pressões e ansiedades.
E eu?! bem! não digo mais nada, mas consegui ser o melhor da minha terra,eheh.
Abraço.
FA
Fernando Andrade a 6 de Fevereiro de 2009 às 21:01
Amigo Ricardo
Folgo em saber que deram a victória ao vencedor da prova.
Como também reconheço o direito à reclamação.
Agora o que me revolta é a "facada" nas costas que o raclamante deu ao vencedor e pelos vistos alegado amigo. Desde os desejos de uma boa prova no início e no final as felicitações pela vitória, este falso amigo e péssimo exemplo de lealdade devia agora ter vergonha na cara.
Parabéns ao António Sousa por ver a victória ser-lhe reconhecida.
Um abraço.
Joaquim Adelino a 6 de Fevereiro de 2009 às 23:34

Ultra-Maratonas

Volta à Ilha Terceira (83Km)
24MAI09 | 9h40m08s

Maratonas

Maratona do Porto
21OUT07 | 3h43m14s

Maratona de Lisboa
07DEC08 | 3h35m58s

Maratona do Porto
08NOV09 | 3h33m11s

Fevereiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
17
18
20
21
22
23
24
25
27
28
mais sobre mim
últ. comentários
Q BOXTA EM...
Felípides quero dizerkwq6th8
blogs SAPO