«Qual é o objectivo de correr? Nenhum, apenas quero continuar a correr. Não tenho outra finalidade além da de continuar a correr enquanto puder. Corro para viver. Não posso viver de outra maneira.»
Quarta-feira, 31 DE Dezembro 2008

É fácil.

Se andamos de maratona em maratona a tentar bater o PB.

Em 2009 tem de ser batido o PB do ano.

 

Preparados?

 

Prontos!

 

O tiro de partida já não demora.

 

Que este novo ano seja brutal, mesmo brutal de espectacular.

VAI SER O MELHOR ANO DE SEMPRE!

 

Boa corrida.

Ricardo às 17:09
Segunda-feira, 29 DE Dezembro 2008

Ontem decorreu, aqui pelas ruas de Angra, a prova de S. Silvestre. Como é tradição, a última do ano. Não a fiz. Não liguei aos horários e quando reparei nas horas da corrida (20h) já tinha um jantar de família para essa hora. Fica pro ano que vem...

 

Boas corridas.

Ricardo às 13:08
Quarta-feira, 24 DE Dezembro 2008

 

DESEJO-VOS UM SANTO E FELIZ NATAL.

Ricardo às 11:48
Segunda-feira, 22 DE Dezembro 2008

Praia da Vitória, Domingo, 21 de Dezembro de 2008. 11h53m.

Prova de estrada, circuito de quatro voltas na cidade com aproximadamente 1.300 metros cada volta. Total de 5.200 metros. Piso irregular de paralelos, com subidas e descidas.

Fiz 22'13''. Ainda nem tinha aquecido e já a prova estava a terminar.

OBS:

Tenho que treinar mais velocidade, apesar de este não ser o tipo de corrida que gosto de fazer, senti muito a falta dela do principio ao fim. É que consigo fazer a mesma média numa meia maratona.

Ricardo às 11:46
Sexta-feira, 19 DE Dezembro 2008

Foi com êxito que cheguei ao fim da Maratona de Lisboa. Não foi o melhor tempo possível, mas foi o tempo que foi possível.

Agora chega o tempo de pensar neste blog.

A principio criei-o para dar conta da minha preparação para a Maratona a algumas pessoas (sei lá, umas dez). Seria uma maneira de encurtar a distância entre os Açores e o Continente. Uma delas ia correr também a Maratona, seria a sua primeira. Creio que dessas pessoas todas, só umas duas passaram por cá, as outras até esqueceram que eu tinha um blog.

Agora acabada a Maratona seria de esperar acabar o blog.

Mas não pode ser. A verdade é que através dele conheci outros atletas. Houve incentivos de parte a parte que me fizeram correr mais e melhor e me "obrigavam" a vir aqui ler os comentários e criar novos post para dar conta da minha preparação. Participei num encontro de blogguers onde pude conhecer alguns. Vou regularmente ler os blogs deles para "ver como andam". Às vezes até comento os posts deles.

Mas o que mais me surpreende é o número de visitas e comentários. Nunca pensei chegar às cem visitas. Já tenho mais de mil, além disso há pessoas que se demoram aqui a comentar o que escrevo.

Não posso acabar com o blog. A verdade é que eu gosto disto e isto faz-me ser melhor atleta.

Agradeço a todos vós.

Boas corridas.

Ricardo às 18:04
Terça-feira, 16 DE Dezembro 2008

Já quase tudo foi dito nos blogues dos presentes. O que falta dizer são aquelas coisas que não se conseguem transmitir por palavras.

Por isso só vou deixar aqui agradecimentos.

Agradecer ao Luís, à Susan, à Mariana e ao Luís Carlos a simpatia e hospitalidade. Estava tudo muito bom, vai ser difícil fazer melhor.

À Isabel pelas palavras. 

A todos os participantes, pelos momentos. Luís Mota, Susan, Mariana, Luís Carlos. António Almeida, Isabel e Vitória. Miguel Paiva, Susana e Joana. Joaquim Adelino, Susana e Daniel. José Brito, Otília, Vasco e Tomás. Marco António. Foi um prazer conhecer-vos.

Ao Luís Rodrigo, que não tive o prazer de conhecer, o agradecimento pela bonita lembrança.

Ricardo às 12:01
Sexta-feira, 12 DE Dezembro 2008

Ao ver o post do cidadão de corrida sobre a organização da Maratona de Lisboa, fiquei com vontade de fazer lá um comentário, mas não consegui. (muitas vezes me acontece isto). Mas como a vontade é mesmo muita, fica aqui:

Acho muito útil estas criticas para se melhorar sempre. Pois eu também achei a entrega dos dorsais muito "pobre" e muito "escondida".
Mas mais pobre é a mentalidade e a cultura desportiva que abunda pelo país: quando subia a rua do ouro, além das buzinas dos carros, que não eram de incentivo, uma senhora que passeava por alí, mandou-nos ir trabalhar.

Tudo em Português: as buzinas, o facto de parecer alguém que nunca tenha trabalhado na vida a mandar outros trabalhar.
Valiam-nos as festas dos grupos de espanhóis sempre alegres, divertidos e com palavras de incentivo.

Ricardo às 10:14
Domingo, 07 DE Dezembro 2008

O tempo não prometia, mas esteve muito bom. Umas chuviscadas pelo meio para referescar. Não esteve calor (o que era de esperar em Dezembro) e tambem não esteve muito frio. A corrida correu bem. O tempo do crono tambem foi bom. 3h36m.

Mas melhor ainda estou-me a sentir agora, quer dizer, dói-me quase tudo, mas nada que se compare à outra maratona que fiz.

Comecei dentro do previsto e até ao km 30 fui sempre a 5m/km. Passei aos 30 Km às 2h30m a partir daí quebrei um pouco e fui começando a perder ritmo. Até aos 28Km fui sempre acompanhandu um grupo de atletas (experientes nestas coisas) que iam aquele passo que eu tinha progamado para fazer a maratona. Mas começaram a ficar mais lentos e eu, que na altura ainda tinha forças, continuei no meu ritmo deixando-os para trás (ao quilometro 36 passaram por mim, mais experiencia, mais treino...)

Na última viragem, ao quilometro 37, pareceu que as minhas pernas se tinham transformado em duas bigornas, pesadas que elas estavam. A partir daí a corrida foi com a alma e algum espírito de sacrificio. Notei que se alargasse a passada conseguia soltar-me e correr mais fácil e mais veloz (tenho que treinar isso, mas como?).

Agora a comparação com a minha outra maratona: hoje passei ao quilometro 30 com mais tempo no cronometro, não sei ao certo, mas por volta dos 5 minutos, mas o tempo final foi hoje melhor em mais de 7 minutos. Hoje apesar de ter quebrado, não foi com a mesma força e intensidade do estalo que dei no Porto.

Mas hoje não foi a 1ª, foi a 2ª e não é a mesma coisa...

 

Tive pena de não ter encontrado os companheiros virtuais na partida ou na chegada. Vi passar o Luís Mota e o Fernando Andrade. Domingo que vem lá nos encontramos em Tomar, com menos gente.

Ricardo às 20:39
Terça-feira, 02 DE Dezembro 2008

A menos de 5 dias da Maratona de Lisboa é tempo de traçar os objectivos realistas para a prova.

O primeiro objectivo passa sempre por terminar a prova sem prejudicar minimamente a minha saúde. Depois vem o tempo: o meu "golo" será as 3h30m. Sendo que se fizer um tempo até às 3h45m ainda considero bom e até às 4h de prova não será mau. A partir daí terá que ter outras explicações além da simples forma física.

Não conheço o percurso muito bem, pelo que não farei grandes tácticas de percurso. A grande táctica será começar logo num bom passo de 5m/km certo e regular. Não entrar em euforias nos primeiros quilómetros nem pensar que me estou a sentir bem a ponto de acelerar o passo, porque só a partir do quilómetro 32 é que começa a verdadeira maratona. Ter atenção à hidratação e levar entre 3 a 7 pacotes de gel (ainda estou a pensar).

Isto tudo dentro da táctica de base: AGUENTA-TE SEMPRE!

Ricardo às 10:21
Ultra-Maratonas

Volta à Ilha Terceira (83Km)
24MAI09 | 9h40m08s

Maratonas

Maratona do Porto
21OUT07 | 3h43m14s

Maratona de Lisboa
07DEC08 | 3h35m58s

Maratona do Porto
08NOV09 | 3h33m11s

Dezembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
17
18
20
21
23
25
26
27
28
30
subscrever feeds
mais sobre mim
últ. comentários
O texto e bom e foi muito construtivo ler e o bom ...
Adorei😃😃
blogs SAPO